Fisher Research Labs foi fundada em 1931 pelo Dr. Gerhard R. Fisher, o engenheiro de renome mundial e inventor que foi o primeiro a receber uma patente para detector de metais. Desde os seus primórdios na garagem da família Fisher, a Fisher Research Labs é um sucesso na história, com sua fábrica em USA. É a mais antiga empresa de negócios em  detector de metais no mundo.

Início na navegação aérea

Dr. Fisher, um imigrante alemão que estudou eletrônica na Universidade de Dresden, era um engenheiro de pesquisa em Los Angeles no final dos anos 1920, quando ele obteve a primeira patente já emitido para a direção de localizadores de rádio na avião. Seu trabalho revolucionário na aviação atraiu a atenção de Dr. Albert Einstein. Depois de ver uma demonstração de seus equipamentos Fisher, o Dr. Einstein previu o uso mundial do radiogoniómetros abrindo caminhos para diversas aplicações.

Pilotos de avião usaram ferramentas de navegação da Fisher no início e encontrou erros em seus vôos quando objetos de metal passavam entre o transmissor e o receptor, ou quando passavam sobre um determinado terreno com alto concentração de minério. A Fisher analisando, descobriu os erros e a causa foi a presença de substâncias altamente mineralizadas condutoras. Esta descoberta levou à invenção de um instrumento de prospecção eletrônica portátil, com base no mesmo princípio, usado para detectar a presença de objectos de metal enterrado e os depósitos de minério.

O Metallascope dá à luz a indústria

Por volta de 1933, a Marinha dos EUA contratou Dr. Fisher para instalar um localizador de direção de rádio a bordo do dirigível, o USS Macon. Ele estava a bordo do Macon, o Dr. Fisher descobriu que as grandes construções metálicas e as montanhas mineralizadas bloqueavam as capacidades de direção, ou seja o seu aparelho detectava a presença destes na navegação .

A demanda pelo detector de metais estimula o crescimento

Em 1936, Fisher Labs mudou-se para um pequeno prédio na 745 Emerson St. em Palo Alto para atender a crescente demanda para o Metallascope, que foi apelidado de M-Scope. Pouco tempo depois, foi concedida ao Dr. Fisher a patente para sua invenção. O M-Scope tornou-se o padrão aceito para todos os tipos de detecção de metais eletrônicos. Os geólogos usaram este instrumento para localizar minério, caçadores de tesouro encontram tesouros, empresas de serviços públicos identificada tubos e cabos enterrados, serrarias detecta inclusões metálicas em toras serradas e armas abandonadas, perdidas e escondidas são descobertas por agentes da lei. Em 1939, pouco antes da Segunda Guerra Mundial, Fisher se mudou para um prédio ainda maior em Palo Alto, e em 1961 para University Ave. Durante a Segunda Guerra Mundial e o conflito coreano, Fisher Research Labs foi chamado a contribuir com a sua competência técnica para o esforço na guerra, mas o negócio M-Scope nunca foi negligenciada.

Ditando o ritmo em uma indústria em constante mudança

Com a crescente popularidade do M-Scope, e com o direito de patente da Fisher expirando, inúmeros concorrentes começaram a produzir equipamentos de detecção similar. Através de seus esforços incansáveis ​​para incorporar a mais recente tecnologia em seus produtos e aplicando a vasta experiência de campo de seus usuários para o design de novos detectores de metais, Fisher Labs levou a indústria a uma nova era na tecnologia de detecção, capacidade e produtos. Ao longo dos anos, foi concebido a Fisher a produção de tais produtos sofisticados como contadores Geiger, sistemas de comunicação de rádio, detectores de tensão e os localizadores de cabos interrompidos.

Dr. Fisher se aposenta e sua obra continua exercendo grande influência

Em 1961, Fisher Labs mudou-se novamente para uma instalação de produção ainda maior em Belmont, Califórnia. Até o momento do Dr. Fisher se aposentar, em 1967, o seu nome e trabalho tinha deixado uma marca indelével na história da eletrônica. A empresa continuou a crescer e, em 1974, Fisher Research Labs mudou-se para Los Banos, Califórnia., Onde residiu até 2006, quando foi adquirida pela First Texas Holdings Corporation começando um novo rumo na história.

A empresa First Texas transferiu a empresa para El Paso, Texas, onde ele carrega o legado Fisher de redefinir o estado da arte em detecção de metais por meio de avanços tecnológicos. O resultado pode ser encontrado hoje em grande variedade de produtos, que têm a melhor ergonomia da indústria, interfaces de usuário mais simplificadas e equilíbrio de solo nos diversos tipos de terrenos que foi algo revolucionário, além do grande avanço tecnológico na capacidade de separação de alvos que só a Fisher faz.

First Texas Holdins Corporation

First Texas é detentora hoje das marcas Fisher, Teknetics, Bounty Hunter.

Teknetics

Teknetics foi fundada em 1983 e tornou-se parte da família First Texas Products de detectores de metais. Em 1989 a marca Teknetics sempre foi conhecida pelo desempenho mais quente da época; numa tarefa árdua, sem descanso, nossos engenheiros partiu para redefinir o modelo de desempenho da indústria no início de 2000. O resultado desse esforço foi o aclamado detector de metal T2, seguido pela nova linha completa de detectores Teknetics.

Nossos engenheiros começaram com uma ardósia limpa para redefinir o novo modelo de detectores. Nossas interfaces modernas são mais fáceis de aprender e usar corretamente do que quaisquer outros detectores de alta performance no mercado. Mais fácil de aprender significa mais rápido para dominar e mais desempenho em suas mãos, no campo, em menos tempo do que se pode imaginar.

O legado Teknetics continua e nós esperamos que você vai se juntar à diversão.

Bounty Hunter

Quando estiver pronto para a etapa até detectores de metais mais requintados do mundo, você está pronto para o Bounty Hunter. Prepare-se para cavar fundo, não para o seu bolso, mas para o chão. Isso porque genuínos detectores de metal Bounty Hunter pode escolher praticamente qualquer objeto de metal de qualquer terreno - mas mesmo com todas as suas características, são surpreendentemente e acessível ao bolso.

A história da Fisher continua

A evolução dos detectores Fisher chegaram no Brasil no ano de 2002 descobrindo muito ouro. Em 2004 finalmente a Brasil Detectores oficializa como Distribuidor dos produtos Fisher no seguimento de detectores de metal. A Fisher a cada dia vem surpreendendo em tecnologia de ponta, com características de alta sensibilidade, precisão, durabilidade, alto desempenho no solo, ergonômico e levesa, atendendo a diversos públicos, desde a adolescentes até idosos. A linha de detectores GOLD BUG até hoje no Brasil vem sustentando a marca Fisher, sem igual em recordes de vendas. Ainda vem surpresas para o amanhã. Fisher, sinônimo de confiança!

Fisher Labs hoje, utiliza a mais recente tecnologia para construir os produtos cada vez mais confiáveis e duradouros ​​na industria que até estrapolou a garantia de seus produtos nos Estados Unidos para 5 anos. Isso prova mais uma vez a qualidade de seus produtos.


Em 1931, o Sr. Fisher fundou a empresa Fisher Research Labs em sua garagem em Palo Alto, na Califórnia. Ele e quatro funcionários produziu o "Metallascope", um detector de metal de fácil uso em condições adversas. Para a época foi os primeiros detectores portáteis “leves”, era um dispositivo deselegante com duas caixas de madeira grande e plana contendo bobinas de cobre simples, cinco tubos de vácuo e alguns componentes variados. O Metallascope logo cativou a imaginação do país, e dentro de um curto espaço de tempo, o mundo.